Access

You are not currently logged in.

Access your personal account or get JSTOR access through your library or other institution:

login

Log in to your personal account or through your institution.

If you need an accessible version of this item please contact JSTOR User Support

Writing after Paradise and before a Possible Dream: Brazil's Caio Fernando Abreu

Fernando Arenas
Luso-Brazilian Review
Vol. 36, No. 2 (Winter, 1999), pp. 13-21
Stable URL: http://www.jstor.org/stable/3513651
Page Count: 9
  • Read Online (Free)
  • Download ($17.00)
  • Cite this Item
If you need an accessible version of this item please contact JSTOR User Support
Writing after Paradise and before a Possible Dream: Brazil's Caio Fernando Abreu
Preview not available

Abstract

A escrita das obras Os dragões não conhecem o paraíso (1988) e Onde andará Dulce Veiga? (1990) de Caio Fernando Abreu acontece à beira do abismo: um abismo de ordern pessoal, uma vez que o próprio autor é portador do virus HIV (Caio Fernando morreu de AIDS em fevereiro de 1996), e urn abismo colectivo (o Brasil), dada a profunda crise sócio-econômica e política dos últimos anos, apesar da euforia e estabilidade aparentes que têm acompanhado os anos da era FHC. Verifïca-se ao mesmo tempo na obra de Caio Fernando Abreu um sentido de perda, desamparo e descrença face ás Utopias políticas e sexuais que alimentaram o imaginário, não só brasileiro mas mundial, nas décadas de sessenta e setenta. Com este trabalho pretendo reflectir sobre a interação do pessoal, nacional e global na ficção de Caio Fernando Abreu, privilegiando aqui como objecto de estudo, a idéia de nação veiculada pelo autor. Caio Fernando articula a nação como espaço liminar, marcado por subjetividades alternativas, e uma heterogeneidade de discursos e de lugares de tensa diferenciação cultural. A identidade cultural brasileira surge de maneira fluida, dinâmica e impura. É a partir desse espaço liminar proposto por Caio Fernando Abreu que o Brasil negocia o seu capital cultural com o mundo globalizado de hoje.

Page Thumbnails

  • Thumbnail: Page 
[13]
    [13]
  • Thumbnail: Page 
14
    14
  • Thumbnail: Page 
15
    15
  • Thumbnail: Page 
16
    16
  • Thumbnail: Page 
17
    17
  • Thumbnail: Page 
18
    18
  • Thumbnail: Page 
19
    19
  • Thumbnail: Page 
20
    20
  • Thumbnail: Page 
21
    21